Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pink Ego Box

Pink Ego Box

05
Mai15

girl problems

 

 

 Aquele momento em que resolves arranjar as unhas, demoras umas 2 horas a fazer uma manicure francesa (toda pipi), e as da mão esquerda ficam perfeitas e as da direita parecem ter sido arranjadas por um troll.

Depois enervas-te tiras aquilo e pintas de azul.

 

 

LOL

 

 

04
Mai15

inspire me #10

 

 

 

 

 

tumblr_mqdqgmsgwd1qabo1wo1_540.jpg

 

tumblr_nnoqr7Tcgi1swkajio1_540.jpg

 

tumblr_nedsq9R8n91r0mabso1_500.jpg

 

tumblr_nnh6j65vIR1qa11wdo1_540.jpg

 

tumblr_nntmuebbJ31rpqkdzo1_540.jpg

 

tumblr_nnj8dtaHMj1r4uw8oo1_540.jpg

 

tumblr_nms2kpc70O1ts7x8eo1_540.jpg

 

 

Um bocadinho de inspiração neste dia de tempestade...

Vento, muito vento que parece querer deitar tudo ao chão e chuva. Um dia bom para estar em casa a beber um chá, sem dúvida..

Fazem falta os dias mais quentes, de sol, para passear com a namorada e comer um gelado....Estranhamente ando com saudades do verão. lol

Felizmente parece que este tempo não veio para ficar e sol não tarda nos próximos dias...

 

 

 

 

 

23
Abr15

para alívio do stress e de outras maleitas

 

 

IMG_20150423_131154.jpg

 

 

Por culpa da menina Filipa, ali do Quarto vizinho, que mencionou este livro, andei ansiosa até que o dia de lançamento chegasse... lol (Obrigada Filipa! :P)

 É um livro de colorir para adultos! Eu, que sou tipo as crianças, adora pintar e desenhar, tinha de o ter. Claro que o facto de ser considerado uma terapia anti-stress ajudou a querê-lo ainda mais, não andasse eu tipo panela de pressão...

A namorada, que é assim a epítome da doçura, quis oferecer-mo e eu deixei. (suspiro e corações a voar... :) :) )

Os meus lápis de cor velhinhos, que andavam para ali jogados ali a ganhar mofo, voltam à acção....hoje! :D

(Vamos lá ter pensamentos zen e simplesmente estar na tranquilidade das cores do arco-íris... :) )

 

 

 

 

 

 

20
Abr15

double digits, baby #2

 

 

                     dsmCover-Anniversary.jpg

 

10birthday_334.jpg

 

 

Hoje é um dia muito, muito especial.

São 10 anos. 10 anos de muito amor, de uma relação fantástica com a pessoa mais fantástica do mundo. Não a trocava por nada, não quero que mude nunca. É um marco importante nesta nossa relação que parece ter começado há pouco e ao mesmo tempo que parece durar desde sempre. A cumplicidade é única e especial, completamo-nos perfeitamente e sei que será sempre assim.

Tivemos um fim de semana perfeito, longe de tudo para assinalar esta data e não poderia ter sido mais perfeito.

Tive direito a receber um anel, num sítio lindo, com o sol a pôr-se... Melhor? Impossível... Eu adoro esta miúda e ela é tudo para mim.

 

Obrigada por estes 10 anos, meu amor.

 

 

 

 

 

 

30
Mar15

in my head today #84

 

 

 TPM.

 Nunca tive (ou pelo menos nunca dei por ele) e ultimamente é um monstrinho que se apodera das minhas emoções e me deixa um farrapo. Não, não é exagero. É sentir-me de rastos, com uma sensibilidade extrema, à beira das lágrimas a qualquer momento e pela mais pequena coisa. An emotional wreck

Quase estragou o meu fim-se-semana com a namorada por si só, seguido de dores menstruais daquelas que dá vontade de tomar algo que nos ponha a dormir durante 3 dias. (fiquei tão contentinha, nem imaginam...)

Ninguém merece, vá.

E não me venham cá dizer que ser mulher é borboletas e arco-íris, estou capaz de esbofetear alguém.

 

Ao menos o sábado com a minha mais-que-tudo foi perfeito e ainda deu para aproveitar um bocadinho...mas fiquei mesmo chateada com o desenrolar do fds.

Ai mundo...parece que fazes de propósito....! :/

 

 

 

 

26
Mar15

das coisas tristes

 

 

kl.png

 Estas notícias colam-me ao chão. Não consigo imaginar sequer a dor das famílias que perderam um pai, uma mãe, um filho (...)

 A ser verdade, penso no que terá passado pela cabeça daquela pessoa. Penso que não tinha o direito de o fazer. 150 pessoas. 150. Desapareceram para sempre sem uma única justificação.

 Um acidente, por muito difícil que seja lidar, eventualmente há aceitação, mas isto? Como se lida com algo assim? É tudo muito retorcido e sombrio para ser absorvido...

 Penso depois na vontade que tenho de viajar e que estas coisas me deixam de pé atrás, mesmo muito reticente em meter-me num avião, em colocar a minha vida nas mãos de alguém que não conheço, que pode estar com problemas pessoais, que pode ser um psicopata, um terrorista... Como fazê-lo e pensar descontraídamente "Vai correr tudo bem" ? Provavelmente as pessoas que estariam naquele voo achariam o mesmo...que correria tudo bem.

Não é o primeiro caso nestes moldes, será o último...?

 

 

 

(Clicar na imagem para ver a notícia na íntegra.)

 

23
Mar15

inspire me #9

 

 

 

1.jpg

 

 

 

 

0.jpg

 

 

 

2.jpg

 

 

 

3.jpg

 

 

 

4.jpg

 

 

 

5.jpg

 

 

 

6.jpg

 

 

 

7.jpg

 

 

 

8.jpg

 

 

 

9.jpg

 

 

 Ai primavera, onde andas tu? Vem depressa para alegrares os dias cinzentos.

Quero menos frio, jardins cheios de flores, passarinhos a cantar, dias amenos para passear com a namorada.

 

Vá lá. Não demores.

 

 

 

 

24
Fev15

há coisas do demo

 
Certamente já terão ouvido o zum-zum acerca de uma tal barbearia em Lisboa, uma tal de Figaro's, que resolveu colocar um cartaz na montra a proibir a entrada a mulheres. Apenas entram homens e...cães.
Se isto não é logo assim, de chofre, um pôr-se a jeito para olhares de esguelha e indignação, não sei o que será.
 Para além de colocar as mulheres numa categoria inferior aos animais (não desfazendo os pobres animais, claro está), impede-lhes a entrada como portadores de alguma doença contagiosa de que os senhores querem ficar longe.

Há relatos de mulheres que foram expulsas desta barbearia por...serem mulheres(?).


Ora...mas no fundo o que é isto? Um clube de cavalheiros? Uma sociedade secreta? Um vamos-lá-separar-as-águas-porque-as-mulheres-não-cortam-a-barba?
Eles chamam-lhe conceito, eu chamo-lhe nonsense.

 Para mim isto é um grupo de cavalheiros que se acham uns hipster e foram buscar os ideais de alguns séculos atrás, quando às senhoras nada mais era permitido do que cozinhar e tratar dos filhos enquanto eles se refastelavam nas poltronas com um brandy e charuto. (Eles, senhores, elas, invisíveis.)

 Sim, eu sei, de facto as mulheres não cortam a barba, mas e se quiserem entrar? Acompanhar o pai, o filho ou amigo? Não podem entrar? Têm de ficar à porta, como ainda faz com os animais, em muitos sítios?

 É um golpe de marketing para atrair homens que tal como eles ainda pensam que as mulheres pertencem na cozinha e os gaijos têm de se unir num clube(?). Ou na barbearia, dá no mesmo.

 Houve que dissesse que proibir as mulheres de entrar neste estabelecimento era "o mesmo nos ginásios para mulheres". Oi? Vamos explicar uma coisa- Os homens podem entrar nos ginásios femininos, não são expulsos se lá entrarem...não podem é frequentá-los. Percebido? São coisas diferentes.

 Se isto é uma brincadeira- é de mau gosto. Se é uma posição, é condenável. Se é uma manobra de marketing, é brilhante. Porca, mas brilhante, pois representa um retrocesso.

 Há-que pensar no legado que se deixa, meus amigos. Há-que pensar nas nossas (vossas!) avós, bisavós que lutaram para que as mulheres pudessem trabalhar, votar...serem vistas. Todo esse pensamento é um grande retrocesso e não só o achar isso como passa-lo aos jovens, crianças...é um grande erro.

 No passado sábado um grupo de pessoas associado a um blog chamado Interpolação invadiu a dita barbearia com máscaras de cães (já que só eles poderiam entrar) para marcar uma posição.

 Não houve violência, não houve troca de galhardetes da parte desde grupo, apenas o acto era manifestação suficiente.

 O que é que eu acho? Acho bem.

 Acho que atitudes misóginas, como este grupo muito bem designou, são uma vergonha para jovens adultos que deveriam promover a igualdade e não a diferença, a segregação.

 Apetece perguntar- Vocês não têm mãe? Não têm irmã? Filha? Aliás, é isso que vão ensinar às vossas filhas? Que são inferiores? Que não têm os mesmo direitos? Que ocupam um lugar diferente do dos homens...?

É muito triste que coisas destas ainda aconteçam, de facto.

É triste saber que pessoas ainda acham que as mulheres são o sexo fraco, inferior...

Seres parideiros, que vivem apenas com um ou outro propósito sem grande relevância, ao contrário do sexo masculino.

 

É...o mundo ainda tem muito que evoluir.

 

 

 

sobre

foto do autor