Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pink Ego Box

Pink Ego Box

20
Abr15

double digits, baby #2

 

 

                     dsmCover-Anniversary.jpg

 

10birthday_334.jpg

 

 

Hoje é um dia muito, muito especial.

São 10 anos. 10 anos de muito amor, de uma relação fantástica com a pessoa mais fantástica do mundo. Não a trocava por nada, não quero que mude nunca. É um marco importante nesta nossa relação que parece ter começado há pouco e ao mesmo tempo que parece durar desde sempre. A cumplicidade é única e especial, completamo-nos perfeitamente e sei que será sempre assim.

Tivemos um fim de semana perfeito, longe de tudo para assinalar esta data e não poderia ter sido mais perfeito.

Tive direito a receber um anel, num sítio lindo, com o sol a pôr-se... Melhor? Impossível... Eu adoro esta miúda e ela é tudo para mim.

 

Obrigada por estes 10 anos, meu amor.

 

 

 

 

 

 

05
Fev15

(absolutely) random things#32

 

 

Então diz-nos lá, Nikkita, o que trazes sempre na tua mala??

 

 

IMG_20150205_185651.jpg

 

Nada de mais. O básico...carteira, bolsa de make-up e nutella... LOL

 

 

Happy Nutella Day!!!!!!! :D

 

 

30
Mar13

romance

 

 

 

 
 
 
 Foi assim que recebi a namorada, ontem à tarde... :)
 
Chá para duas, com direito a vela, música boa e scones feitos por mim! (Filipa, não foi a tua receita, mas andou lá perto.. xD  ) 
 
 Ela adorou tudo, aliás, não sobraram scones... lol Foi um lanchinho romântico, namorámos muuuuito... ;) Ela diz que "assim ganho pontos" porque sei como conquistá-la...(e é verdade lol)!   :D
 Foi uma tarde perfeita. :)
 
31
Jan07

Estou feliz!

 Sinto-me como já não me sentia há muito tempo....feliz. 
É horrível quando sentimos que já não há esperança, quando sentimos que o céu está a desabar por cima da nossa cabeça, e que não pudemos fazer nada para mudar isso...  Que chegámos ao final do túnel e que não existe mais nada. Mas há. Há sempre qualquer coisa de bom, que nos faz acordar e querer mudar tudo...Arranjam-se forças onde nem se sabia que existiam. Eu sentia-me assim...perdida...sem rumo. Sem razão para continuar.  Até que olhei para o meu dedo...a minha aliança. A única coisa em que me podia agarrar....
Cada vez que chegava a casa tirava a aliança. Tudo para evitar perguntas inconvenientes dos meus pais e silêncios longos e desconfortáveis da minha parte. Entrava em casa,  tirava-a do dedo e punha-a no bolso.... E não era justo. Não era justo eu ter de esconder o que mais me fazia feliz.... Decidi que não queria mais esconde-la. Que queria usá-la sempre, queria que todas as pessoas a vissem. Quando apareci ao pé da minha mãe com a aliança, estava nervosa.... Reparei no olhar dela sobre a minha mão direita...não disse nada. E até hoje não disse. Foi uma sensação optima...senti-me a pessoa mais corajosa do mundo. Senti-me feliz. Finalmente decidi assumi-la. Assumir o símbolo mais forte do nosso amor. E não me arrependo. Mesmo que um dia ela me pergunte pela aliança que orgulhosamente uso no meu dedo. Fiz a promessa de não a tirar mais. E vou cumpri-la. Porque não quero esconder algo que me deixa tão orgulhosa e feliz. Porque deveria fazê-lo?
 São estas pequenas (grandes) coisas que me fazem ter forças para continuar. Me fazem querer ultrapassar todos os obstáculos que aparecerem.

sobre

foto do autor