Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pink Ego Box

Pink Ego Box

28
Out20

after all this time (...) #1

Não consigo apontar um momento. Um momento em que diga que tudo terminou ali. 

Não sei se me deixei levar por alguma coisa que me parecia tão diferente daquilo que conhecia, ou se simplesmente, a dada altura, deixei de usar o bom senso.

Sei apenas que tudo na minha cabeça, na minha vida, deixou de fazer sentido. Parecia presa numa realidade que não era minha, na qual não queria estar, onde tudo o que conhecia até então era-me...estranho.

Quando é que me tinha tornado esta pessoa inerte, com este enorme vazio dentro de mim? Não me conhecia. Sentia que não estava a viver a minha vida. Não me sentia livre, e curiosamente, ninguém me estava a prender senão eu. 

Estava tão infeliz em tantos aspetos da minha vida... Por não ser nada do que eu tinha imaginado para mim. Sentia uma enorme dormência e passividade em relação a tudo. Tinha desenvolvido uma capacidade extraordinária para ignorar os problemas, para fingir que não estavam lá, que passou a ser algo natural, para mim.

Ainda hoje, há momentos que para mim são uma espécie de "borrões" no tempo. Pequenos fragmentos de memória que não têm contexto ou aos quais faltam partes.

Sei apenas que queria sentir.

E isso tanto fazia sentido, como não fazia nenhum.

(...)

Escondi-me e fugi como pude. De tudo o que sentia. De tudo o que a minha cabeça me dizia. Do que o meu coração me dizia...

Lembro-me de que não conseguia dormir.

De não conseguir comer.

Do mal que estava a fazer (nos).

 

(...)

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.